Superestimação da beleza branca

Calma gente, ela é apenas branca!

Tenho usado muito esta frase ultimamente, e em reação ouço que sou recalcada e invejosa.

Irei explicar. Todos nós sabemos que o padrão de beleza é eurocêntrico, só que além disso a beleza da branquitude é superestimada.

Para uma negra ser considerada bonita, além de ter que possuir o chamado traços finos, a simetria do seu rosto têm que beirar a perfeição, senão eles vão procurar e encontrar ‘defeitos’ para contrariar isso.

– Ah mas ela tem a pálpebra caída.
– Verdade, e a testa dela é grande.
– Bom, se for olhar mesmo, ela nem é tudo isso.

Enquanto para a branquitude estes detalhes passam despercebidos. E continuam endeusadas.
Nós aqui buscamos a desconstrução, e auto aceitação porque isso é libertador! Você pode recorrer a procedimentos cirúrgicos e capilares para se aproximar do padrão, será mais aceita socialmente sim, mas o ‘problema’ continuará sendo sua cor.

Este post não é um ataque às mulheres brancas, e sim para despertar um olhar crítico sobre o ser belo na sociedade.

Acima estão uma considerada diva fitness, e duas divas pops. Sempre são ovacionadas com: Lindas! Deusas! Perfeitas! Maravilhosas!

Em meio à pessoas se descabelando, chorando e vendendo a alma para atingir essa ‘perfeição’, eu serenamente volto a repetir:

– Calma gente, ela é apenas branca.

Por: Alessandra Eduardo

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s